source
Banco Inter não irá mais listar ações nos EUA? Entenda o que está acontecendo

Nesta sexta-feira (3), o Banco Inter (BIDI11) afirmou que irá continuar com a reorganização societária que visa levar suas ações para a bolsa norte-americana Nasdaq.

O posicionamento se contrapõe à afirmação que o banco fez um dia antes, na quinta-feira (2), quando disse que os pedidos de direito de resgate feitos pelos acionistas ultrapassou 2 bilhões de reais. O valor é superior ao esperado, assim, a empresa não iria mais continuar com o plano. No entanto, o cenário mudou.

“A reorganização não pode ser realizada neste momento por causa de pagamento de cash out e cenário adverso do mercado”, afirmou o Inter em comunicado.

Leia Também

Banco Inter decide sair da B3

Em outubro, o Banco Inter informou ao mercado que faria uma reorganização societária. De acordo com o banco digital, essa reorganização resultaria na saída de todas as suas ações da Bolsa de Valores brasileira ( B3 ), seguida pela listagem na Bolsa Nasdaq dos Estados Unidos.

Contudo, para os brasileiros, a instituição financeira vai disponibilizar BDRs (Brazilian Depositary Receipts – certificados que representam ações de empresas negociadas no exterior).

Razões e contexto

As ações do banco digital tiveram uma queda forte em setembro, caracterizando seus ativos como os que mais caíram na B3 durante o período.

Leia Também

A baixa drástica pode ter sido causada por várias razões. Entre elas, o cenário externo cauteloso, o interno bagunçado, além de boatos de que o Banco Inter fosse ter perdas muito grandes.

Junto com isso, a junção do Inter com a empresa de maquininhas Stone (STOC31) fez o mercado se questionar. Afinal, devido ao Pix e as facilidades de pagamentos, muitas empresas de cartão de crédito estão em declínio.

Saiba mais em 1Bilhão , parceiro do iG.

Comentários